sábado, 2 de janeiro de 2010

¨¨Eu quero tudo de bom... para todos nós...¨¨

Antes de qualquer coisa, quero dizer que eu desejo que o ano de 2010 seja de muita felicidades pra todos nós. Que todos nós possamos realizar todos os nossos desejos e que aconteça tudo de bom nas nossas vidas. Não foi só um ano que acabou, foi uma década que se foi, e uma nova década se iniciou. Parei pra pensar em todas as coisas que já fiz e percebi que isso nem é tão importante assim. Não importa muito o passou, importa mesmo o que ainda vai ser feito, os sonhos que ainda vão ser realizados, as coisas que ainda vão ser ditas e sentidas. Hoje, dia 02/01, é meu aniversário de 21 anos, e eu me sinto pequena como nunca, percebi que nunca fiz nada de muito importante. Tudo bem, já fiz muitas coisas bacanas, mas estou me sentindo pequena mesmo assim, pequena como um simples grãozinho de areia que não faria falta nenhuma no deserto. Eu sei que vai passar e vou me sentir melhor, mas no momento ainda não passou. Estou assim porque eu e o Juliano (infelizmente) não estamos mais juntos, e não vou conseguir (nem tenho vontade) de contar os detalhes. Simplesmente não estamos juntos. Mas não é só isso que está me deixando mal. Estou mal comigo mesma, me sentindo mais gorda que uma orca, odiando meu cabelo mais do que nunca. me sinto irritada com o mundo que está uma droga, irritada com gente egoísta que só se preocupa com seu próprio umbigo, irritada com tudo. Mas como eu já disse, começou um ovo ano, e tudo vai melhorar, tudo vai ficar bem. E tudo vai ficar bem porque eu quero que tudo fique bem. Eu quero,eu posso, eu consigo: simples assim!
Pensando nisso, fiz uma listinha de desejos para 2010. (e vou realizar TODOS)
1°- Quero ficar bem com o Juliano;
2°- Quero um emprego de que eu realmente goste, que me faça bem;
3°- Quero começar a praticar yoga;
4°- Quero viajar para algum lugar que eu ainda não conheça;
5°- Quero entrar para a faculdade;
6°- Quero plantar árvores;
7°- Quero conseguir fazer uma doação para a Gorilla Found (amoooo primatas, acho que em outra vida fui uma macaca);
8°- Quero fazer mais trabalhos voluntários;
9°- Quero emagrecer, no mínimo, 10 quilos.

__sobre o natal__
Na noite do dia 24 fizemos festinha de natal aqui em casa, como fazemos todos os anos. Depois da meia noite os amigos vieram aqui pra casa e fizemos amigo secreto. A festa rolou até umas seis e pouca da manhã. Isso acontece todos os anos. Foi muito legal (apesar de eu ter sentido uma falta sem tamanho do Ju). Meu pai ficou dentro de casa e não quiz participar. No dia 25, à tarde, estávamos eu e minha mãe assistindo televisão, minha irmã no quarto arrumando umas roupas dela, meu cunhado esperando minha irmã, pois eles íam pra casa dele. Do nada meu pai chega dentro de casa gritando que era pra diminuir o volume da televisão porque ele queria dormir, e começou a gritar com todo mundo, xingar, arrancou a porta do quarto, chutou o ventilador. Palavrões de puta pra baixo! Disse até que ia quebrar a televisão, bater em nós. Ameaçou dar na minha cara, mandei bater, mas não deu. Por favor, em 21 anos nunca levei um tapa, nem em casa e nem fora, não sera agora que ía levar. Ele ficou até provocando meu cunhado, dizendo que se fosse homem era pra se botar nele. Me digam, isso é coisa que se faça? A convivência aqui está impossível de suportar. Não consigo dormir e fingir no outro dia que nada aconteceu, não sei ser falsa. Faz muito tempo que a coisa ía de mal a pior, mas agora estorou de vez. Por falar em dormir, minha mãe (que é um doce) está dormindo no quarto comigo e minha irmã. Pai? Não mais, não depois de tudo o que aconteceu, porque ser pai não é só colocar filho no mundo. Ele praticamente não fala com ninguém dentro de casa, está sempre de mau humor. Haja paciência viu!!!


°°°°° Não quero mais falar de coisas ruíns, então vou mudar de assunto°°°°°
Minha irmã e meu cunhado foram com uns amigos passar a virada do ano na praia. Os mesmos amigos que passaram natal aqui em casa. Amanhã eles estão de volta. Ainda bem, porque já estou com saudade da minha irmã. Ela é uma mala, mas a gente se adora. Eu e minha mãe preferimos ficar em casa. Nossa virada de ano foi no sofá assistindo televisão. Programão hein... (pensei no Ju a noite toda)
Ontem nós fomos na praça da redenção. Esqueci de passar o bloqueador solar (que sempre passo até pra ir até o mercado) e, adivinhemmmm fiquei mais vermelha que tomate maduro. Que ódiiooo. Mas tudo bem, eu sei que depois que passar o vermelho vou continuar branca que nem papel (sempre é assim, não fico bronzeada de jeito nenhum). Como ontem foi feriado, não achomos nada aberto, acabamos tendo que ir até a rodoviária para conseguir almoçar. Ninguém merece isso, mas até que foi bem legal. No centro tinha uma mulher distribuindo cachorro quente, suco e negrinho (ou seria brigadeiro???) para o moradores de rua. Fiquei comovida sabe. Era feriado e aquela mulher foi lá ajudar as outras pessoas. Ainda existem pessoas boas nesse mundo. Uma mulher que vive na rua veio falar comigo e com minha mãe. Dava pra ver a felicidade naqueles olhos, felicidade de quem recebe uma ajuda, de quem vê alguém estendeno uma mão A gente sabe que muitas das pessoas que vivem na rua teriam outra opção na vida, e que muitos se acabam nas drogas e nos crimes, mas também existe o outo lado. Sempre existe outro lado. Existe o lado de quem não teve outra opção, o lado de quem não teve uma chance na vida, o lado de quem precisa da caridade alheia pra sobreviver. É nessas oras que eu percebo com às vezes as pessoas são egoístas e reclamam de barriga cheia. Ainda não consegui esquecer aquele pessoa me dizendo que não existe nada no mundo pior do que sentir fome.
Isso me fez lembrar do trecho de uma música que eu adoro:
"Somos todos iguais, braços dados ou não..."
Mas também me fez lembrar de outra música:
"A humanidade é desumana, mas ainda temos chance..."


__mudando de assunto__
A Lou perguntou o que viria a ser um mondongo (devido ao posto aqui de baixo). Pois bem, Lou, amoreeeee, mondongo é uma coia branca, muito nojenta, ue se usa pra fzer um prato chamado Mocotó. Há quem adore mas eu, particularmente, detesto. Só de olhar me dá um enjoo que não tem nem como explicar. É importante dizer que eu não tenho frescuras com comida, como de tudo mesmo, mas mondongo, mocotó e assemelhados não dá.


Bem, antes de ir queria dizer que estava com saudade de todos os blogs. Tenho tentado entrar desde o dia da última postagem , mas sempe aparecia aquela porcaria de "a página não pode ser exibida". Raivaaaaa........ mas hoje, depois de muito tentar, consegui voltar aqui.
°°°°°Beijos pra todos°°°°°


P.s.: Ando muito sensível nos últimos tempos, ando dramática, portanto, corro o risco de ter falado só porcarias aqui hoje, mas sendo meu aniver, eu mereço um descontinho hoje né....


EU NÃO DESISTO DO QUE EU QUERO, MAS NÃO ME DESESPERO. TE ESPERO!!!!!!!

7 comentários:

  1. Feliz aniversário Ednaaaa!
    :D
    E feliz 2010!
    Eu tb quero plantar arvores... =/

    ResponderExcluir
  2. Ah, que coisa chata! Lamento pela cena que teu pai fez...o que será que o levou a agir desse jeito, flor? ¬¬

    Cadê o Ju? Aliás, quem é o Ju, teu namorado?

    Parabéns, feliz aniversário, viu?

    Beijos, dois.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  3. Oie,

    voltei..

    Torcendo pros seus pedidos se realizarem!

    bjkas

    ResponderExcluir
  4. Oie,

    hj tô no céu: http://aceuabertodaboca.blogspot.com/2010/01/para-onde-ir-o-que-fazer-neste-verao.html

    Passa lá!! bj

    ResponderExcluir
  5. Super Parabénsss atrasado minha querida, que esse novo ano traga a resolução de seus conflitos e alegria á sua vida, que venha repleto de boas energias e muito amor.
    Feliz 2010
    Beeeeijo grande pra ti e um ótimo começo de primeira semana do ano

    ResponderExcluir